As diferentes dimensões da sustentabilidade em uma Organização da Sociedade Civil: Uma análise da prática social do Grupo de Apoio à Prevenção à Aids da Bahia

Autor(es) : Tacilla da Costa e Sá Siqueira Santos

O que é sustentabilidade? Como tratar a questão da sustentabilidade, no âmbito de uma organização da sociedade civil (OSC), no contexto brasileiro? O presente artigo discute a questão da sustentabilidade do Grupo de Apoio à Prevenção à Aids da Bahia (Gapa-Ba), partindo do princípio de que a sustentabilidade desta Organização é um fenômeno multidimensional e complexo. Foi-se desconstruindo a noção de sustentabilidade associada, tradicional e quase exclusivamente, à sua dimensão econômico-financeira, para reconstruir-se o conceito através da análise da prática social do Gapa-Ba. A partir do olhar sobre a sustentabilidade do Gapa-Ba foi construída uma matriz referencial que serviu como modelo de análise da própria sustentabilidade da Organização. Nesta trajetória, foram se descortinando a vida e a alma do Gapa-Ba por meio das diferentes dimensões da sua sustentabilidade, quais sejam: técnica, cognitiva, econômica, social e política.

Ano de publicação
Foco geográfico
Idiomas
Direitos autorais
Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2007.