A Amazônia precisa de uma economia do conhecimento da natureza

Autor(es) : Ricardo Abramovay

A mudança climática já está acontecendo e já está produzindo impactos, e quanto maior for o aquecimento, maiores serão os impactos futuros e riscos que a humanidade vai enfrentar, incluindo a possibilidade de danos irreversíveis em ecossistemas, na biodiversidade, na produção agrícola e na economia e sociedade em geral. Na Amazônia, o aquecimento observado desde 1949 até 2017 varia de 0,6 a 0,7o C, segundo várias fontes de dados de temperatura.

Este estudo realizado a pedido de organizações acadêmicas e da sociedade civil brasileiras como Alana, APIB (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil), Artigo 19, Conectas Direitos Humanos, Engajamundo, Greenpeace, Instituto Socioambiental, Instituto de Energia e Ambiente e Programa de Pós Graduação em Ciência Ambiental Universidade de São Paulo, debate o desmatamento na Amazônia e seu impacto nas mudanças climáticas no Brasil.

 

Ano de publicação
Foco geográfico
Idiomas
Tipo do Documento