A violência contra mulheres, crianças e adolescentes em tempos de pandemia pela COVID-19: panorama, motivações e formas de enfrentamento

Autor(es) : Emanuele Souza Marques, Claudia Leite de Moraes, Maria Helena Hasselmann, Suely Ferreira Deslandes, Michael Eduardo Reichenheim

Uma questão que vem sendo pouco discutida por pesquisadores, gestores e demais membros dos comitês de crise para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), causador da doença COVID-19, são as repercussões do distanciamento social no relacionamento interpessoal. Com base em situações de distanciamento social anteriores, organizações internacionais, pesquisadores e mídia estão preocupados com os indícios de aumento da violência doméstica. Ao se fazer uma breve revisão sobre o assunto, percebe-se que o aumento da violência contra a mulher e contra a criança e ao adolescente durante o período de distanciamento social tem sido observado em diferentes países. O artigo discutirá como a maior incidência ou o acirramento das situações de violência de foro íntimo tem motivações em comum, mas também especificidades.