Relação com o Estado na visão das ONGs: uma sociologia das percepções

Autor(es) : Fernando Lima Neto

Neste texto, discutem-se os resultados da pesquisa realizada pelo Núcleo Interdisciplinar de Estudos sobre Desigualdades da Universidade Federal do Rio de Janeiro (NIED/UFRJ) sobre percepções de dirigentes de organizações não governamentais (ONGs) no que tange às relações entre Estado, mercado e sociedade civil no Brasil. Os principais achados desta pesquisa gravitam em torno da relação entre as ONGs e o poder público e foram sintetizados em uma máxima: a parceria com o Estado é uma via de mão dupla. De acordo com esta máxima, a parceria com o Estado representa a possibilidade de se estabelecer uma parceria estratégica que potencializa os resultados das ONGs, mas que traz simultaneamente uma série de obstáculos e impedimentos burocráticos que comprometem a autonomia destas instituições. A parceria com o Estado é vista, ao mesmo tempo, como um dos principais obstáculos e como uma alavanca para os projetos das ONGs. Nesta aparente contradição, reside uma lógica complexa e tensa de representações e valores sociais que norteiam as produções de significado sobre estas organizações. Analisam-se diferentes manifestações desta máxima geral identificada nos discursos dos dirigentes de ONGs. O principal objetivo da análise é identificar regularidades de discurso que permeiam os diferentes perfis de ONG contemplados na pesquisa.

Ano de publicação
Foco geográfico
Idiomas
Tipo do Documento
Direitos autorais
Copyright 2013 Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).