O valor das diferenças no investimento social privado em educação

Autor(es) : Mario Aquino Alves, Andréa Martini Pineda

Ainda que resultados de diversas pesquisas e a literatura comprovem ganhos de aprendizagem em escolas mais diversas e equânimes e o fato de que há uma concentração de investimento social privado (ISP) na área de educação, ao fazer um recorte dos projetos que priorizam a diversidade, apenas 2% das organizações consideram diferenças raciais e 4% questões de gênero em seus programas. Este artigo traz a hipótese de que os baixos investimentos em educação com ênfase em diversidade podem estar relacionados ao fato de os conselhos gestores dessas organizações não serem diversos: metade dos institutos e fundações possuem 75% ou mais de conselheiros homens e 71% possuem apenas conselheiros brancos. Nesse contexto, este trabalho busca refletir sobre como o ISP pode contribuir com a valorização das diferenças nas políticas públicas de educação.

Este artigo integra a primeira edição dos Artigos GIFE, que foram selecionados na chamada pública lançada pelo GIFE em 2018. A série Artigos GIFE publica reflexões e análises de pesquisadores brasileiros de diferentes áreas do saber com o objetivo de estimular, ampliar e disseminar a produção de conhecimento qualificado sobre o campo da filantropia, do investimento social privado e da sociedade civil no Brasil.

Ano de publicação
Foco geográfico
Idiomas
Tipo do Documento
DOI
10.4322/978-85-88462-37-3-01
Direitos autorais
Copyright GIFE 2019